7 de novembro de 2018

5 pontos de atenção para o início do ano letivo

Por Amanda Viegas

Compartilhar

O início do ano letivo é um momento que exige muito esforço e dedicação da gestão da escola. Ainda no ano anterior, o planejamento escolar é preparado para que os efeitos de imprevistos sejam amenizados. No entanto, mesmo com essa antecipação, algumas questões são inerentes ao início do ano e que exigem uma atenção imediata.

Neste artigo você vai ler a respeito de 5 pontos de atenção para a escola no início do ano.


1. Preparar a grade de horários e dividir as turmas

A partir do número de alunos indicados pela campanha de matrículas, a escola precisa se organizar para a divisão das turmas e para a organização da grade de horários dos professores.

Nesse momento, é importante fazer um balanço dos horários que os docentes irão cumprir, considerando as disciplinas que cada professor leciona e se há alguma preferência por determinado ano escolar. Além disso, é necessário levar em consideração que alguns profissionais dão aulas em mais de uma escola.

Feito isso, a escola deve verificar quantas turmas serão formadas para cada série considerando um número adequado de alunos em cada uma e, com essas informações, elaborar a grade de horários com disciplinas e professores.

Tudo isso deve respeitar o calendário do planejamento escolar, levando em consideração a carga horária mínima e observando os feriados e os eventos esperados para o ano.

2. Receber alunos no início do ano letivo

O início do ano letivo é o momento em que a campanha de matrículas é finalizada. A partir disso, a gestão organiza os alunos nas turmas que serão formadas para o ano e se prepara para recebê-los no primeiro dia de aula.

Por isso, é importante que a escola se prepare para receber um grande número de estudantes, pais e responsáveis na instituição. Além disso, caso ainda estejam sobrando mais vagas do que o previsto, é essencial investir em mais divulgação nas últimas semanas.

Para que o momento seja tranquilo, a escola pode marcar um evento de recepção. Com isso, é possível fazer a reunião de início de ano, apresentar a equipe da escola, realizar um tour pelas dependências da instituição, expor as atividades extracurriculares e as regras da escola, separar um tempo para tirar dúvidas, entre outros. Dessa forma, desenvolve-se, também, um melhor relacionamento com a família dos alunos.

3. Organizar os recursos e os espaços da escola

O terceiro ponto de atenção depende da divisão das turmas e da grade de horários. Isso porque para que a escola organize os seus recursos e o seu espaço para o ano letivo é preciso conhecer o tamanho e os horários de cada turma.

É necessário considerar, por exemplo, quantos alunos cada turma vai ter para que salas com tamanho adequado sejam escolhidas. Além disso, o número esperado de turmas ajuda a gestão a definir se os recursos da escola como computadores, projetores e até mesmo carteiras são suficientes ou se novos equipamentos devem ser providenciados.

Fazer uma organização precisa dos recursos e materiais da escola e não apenas do seu espaço ajuda a gestão a identificar com mais clareza alguns gastos que serão indispensáveis. Dessa forma, a escola consegue fazer um melhor uso de suas finanças e garante uma boa saúde financeira.

4. Fazer a manutenção do espaço físico da escola

Ao verificar quais materiais estão faltando, a escola também deve se atentar ao seu espaço físico. Muitas vezes, no início no ano, alguma manutenção na infraestrutura da instituição pode ser necessária. Nesse contexto, qualquer obra deve ser planejada previamente, para que seja finalizada preferencialmente antes do início das aulas.

Algo extremamente importante em relação ao espaço físico é garantir a acessibilidade para crianças com necessidades especiais. A escola deve tomar medidas para que o local seja adaptado adequadamente, garantindo que as rampas, as barras e os ladrilhos estejam em boas condições de uso.

Além disso, é possível realizar pequenos reparos necessários na estrutura. Nesse sentido, pode-se verificar se as paredes precisam ser pintadas novamente, se os ventiladores estão funcionando ou se o encanamento dos banheiros está em boas condições, por exemplo.

5. Garantir que os alunos estejam com a lista completa de material didático

Outro ponto importante que pode ser desafiador para a escola é assegurar que os alunos estejam com a lista completa de material didático no primeiro dia de aula para o início das atividades programadas.

Muitas instituições decidem realizar a venda nas próprias dependências, o que pode gerar problemas. Nesse caso, a escola deve disponibilizar um colaborador para realizar as transações, lidar com o estoque e com a possibilidade de perdas, além de assumir o risco da inadimplência.

Por outro lado, quando os familiares devem procurar o material a partir da lista fornecida pela escola, pais e responsáveis podem acabar não encontrando algum exemplar. Outra possibilidade que deve ser considerada é a compra do material incorreto.

De qualquer forma, a instituição pode oferecer a compra online do material didático para evitar que o início das atividades seja prejudicado. O e-commerce desonera a escola de todas as responsabilidades do processo, garante que os pais e responsáveis tenham todos os seus direitos, realiza a entrega na casa do aluno e ainda repassa uma porcentagem da receita para a escola.

A trajetória do material didático até a sala de aula pela venda online é bem mais curta do que pela venda nas dependências da escola. Quer saber por que? Baixe o nosso infográfico gratuitamente:

cta-5-pontos-de-atencao-para-o-inicio-do-ano-letivo

O que achou do artigo? Quais outros pontos de atenção característicos do início do ano letivo? Deixe o seu comentário abaixo!

Compartilhar

Leia Também:

Deixe seu comentário