23 de novembro de 2020

O uso da tecnologia educacional na gestão escolar

Por Nicolle Abreu

Compartilhar

Introdução

A tecnologia educacional está presente em sala de aula desde seus primórdios. Os próprios alunos a levam para o cotidiano escolar e cabe à escola adaptar esse ambiente para receber essas modernidades da melhor maneira possível.

O ideal é que a escola incorpore a tecnologia educacional e assim alcance dimensões de aprendizado não imaginadas antes. Além de desenvolver as práticas em sala de aula, o uso das tecnologias educacionais tem se mostrado eficiente no apoio à gestão escolar.

Preparamos esse artigo com os principais uso da tecnologia educacional para uma gestão eficiente. Confira!


Tecnologia educacional: descubra suas possibilidades para gestão escolar

Nascidos em uma realidade imersa em tecnologia, os alunos contemporâneos são nativos digitais e utilizam a tecnologia em todas as esferas de suas vidas. Sendo a escola uma parte importante da vida dos jovens, a implementação de tecnologias educacionais nas instituições é importante para que o colégio leve para sala de aula o contexto de vida dos estudantes.

Agilidade e produtividade nos processos

Promover uma gestão eficiente é um dos grandes desafios da escola. Sendo assim, a tecnologia educacional surge como uma possibilidade para agilizar as decisões, aperfeiçoar a qualidade das informações e mensurar de forma mais assertiva os processos pedagógicos.

Toda essa modernização permite que o gestor tenha acesso a informações necessárias para uma gestão eficiente através de softwares e aplicativos. Ferramentas pedagógicas e de gestão auxiliam também, em algumas etapas importantes do ano letivo, como o planejamento escolar.

Personalização dos estudos

A ascensão de tecnologias educacionais não substitui os profissionais de educação. A autonomia que a modernização traz não representa a ausência dos professores em sala de aula. O docente deve agir e decidir como serão utilizadas as tecnologias.

A facilidade de mensurar resultados e compilar informações auxilia o professor em seus processos, além de expandir a experiência de aprendizado. As tecnologias educacionais podem servir para ilustrar o que é apresentado em sala e extrapolar o material didático.

Dispositivos móveis e softwares

Softwares de gestão escolar auxiliam o gestor na hora de lidar com todas as áreas estratégicas da instituição. A eficiência dessas tecnologias se dá por meio de relatórios, planilhas e gráficos que contam com todas as informações gerenciais da instituição, o que possibilita assertividade na hora de tomar decisões. Além disso, um bom Software de gestão permite que a relação dos pais com a instituição se estreite por meio de um método de comunicação inovador e eficaz.

A tecnologia e o ensino híbrido

Em sua definição mais simplista, o ensino híbrido trata da convergência entre dois modelos de aprendizagem, o presencial, que ocorre dentro da sala de aula, e o online, que utiliza de tecnologias educacionais para promover o ensino. Visando a personalização do ensino, o ensino híbrido prevê que alunos e professores podem aprender em locais e horários diversos, estabelecendo assim, que não existe uma única forma de aprender.

Saiba quando utilizar a tecnologia na gestão escolar

O gestor escolar enfrenta diversos desafios durante sua atuação como o planejamento das atividades pedagógicas, gerenciamento da burocracia e atendimento aos docentes, colaboradores e alunos. Realizar essas tarefas de maneira manual requer muito tempo, energia e recursos, por isso é cada vez mais comum que as escolas recorram ao uso da tecnologia para otimizar a gestão escolar. Essas mudanças possibilitam transformar a instituição com a captação e retenção de alunos além do processo de tomada de decisões.

Além de transmitir a ideia de uma instituição atualizada e que aprecia avanços tecnológicos, a aproximação entre família e instituição gera satisfação entre pais e responsáveis, principalmente entre os que querem estar presentes na vida acadêmica dos filhos, mas encontram empecilhos com os horários de trabalho.

Como o uso da tecnologia educacional é previsto pela BNCC

A BNCC é o documento que determina as diretrizes do que deve ser ensinado em sala de aula em toda a educação básica. Prevendo o uso da tecnologia em sala de aula, a BNCC tem como um de seus pilares a cultura digital. Dentre suas 10 Competências Gerais, duas abordam o uso da tecnologia:

Competência 4: Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

Competência 5: Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

Também citada entre os direitos de aprendizagem e desenvolvimento da educação infantil e nas competências no ensino fundamental e médio, a tecnologia educacional vem com o objetivo de estimular o pensamento crítico, criativo e lógico nas primeiras fases da infância. Para o ensino fundamental, o objetivo é desenvolver o uso da tecnologia de forma consciente, crítica e responsável a partir da orientação do professor. Já no ensino médio, espera-se que os alunos sejam proativos no processo de aprendizagem. Isso pode ser alcançado através de metodologias que aliam a tecnologia ao ensino.

Entenda o significado de tecnologia educacional

A tecnologia educacional surge com a necessidade de ensinar para as novas gerações. As demandas e necessidades dos jovens não são mais as mesmas de antigamente, e pensando nisso surge a ideia de utilizar a tecnologia para fins pedagógicos. Seu objetivo é levar para as salas de aula práticas inovadoras, que facilitem e tornem o processo de ensino-aprendizagem mais eficiente. Além disso, muitas dessas tecnologias foram desenvolvidas pensando no melhor aproveitamento da gestão escolar, seja para organizar o tempo do gestor ou organizar e compilar informações burocráticas.

Diversos são os benefícios da implementação da tecnologia educacional na instituição. Além de ampliar o acesso à informação, facilitar a comunicação entre instituição e família, aproximar o diálogo entre professor e aluno, as tecnologias educacionais automatizam os processos de gestão escolar. As vantagens para o gestor são inúmeras, já que possibilitam uma melhor gestão do tempo do profissional.

A capacidade de armazenar dados da instituição e desburocratizar algumas atividades despertam o interesse dos gestores por essas tecnologias e agilizam atividade que beneficiam a todos, inclusive aos pais e responsáveis, aumentando sua satisfação e somando valor à imagem da escola diante da sociedade.

Em um mundo em constante evolução, promover uma educação conectada pode ser um desafio. Entretanto, aliar a tecnologia a práticas pedagógicas pode ser uma maneira de otimizar as funções do gestor escolar, criando assim uma gestão mais eficiente e assertiva. Para isso, é fundamental um bom planejamento escolar aliado ao apoio do corpo docente e funcionários da instituição.

Quer saber mais sobre tecnologias educacionais? Baixe o e-book gratuitamente e veja 5 ferramentas digitais que ajudam a resolver os problemas de logística da escola.

5-ferramentas-digitais

Compartilhar

Leia Também:

Deixe seu comentário