21 de janeiro de 2020

Volta às aulas: Dicas para um início de ano letivo tranquilo

Por Amanda Viegas

Compartilhar

O período de volta às aulas é muito importante para garantir tranquilidade e sucesso no ano letivo, mas pode se tornar uma ocasião conturbada sem um planejamento adequado. Ainda que o relacionamento com as famílias comece na hora da matrícula, é a partir do primeiro dia de aula que o contato se torna mais próximo. Além disso, é necessário receber os estudantes e os professores, preparar o espaço físico da escola e organizar o início das atividades, por exemplo.

Portanto, o início do ano letivo deve ser preparado pela escola com bastante atenção e cuidado. Neste artigo você vai ler sobre como garantir uma volta às aulas tranquila. Continue lendo!


Dicas para começar bem o ano letivo

Confira a seguir algumas dicas para organizar o início das aulas:

1. Prepare os professores e os colaboradores

É no início do ano letivo que a rotina do dia a dia escolar é estabelecida não somente para os alunos, mas também para os professores e demais colaboradores da instituição. Dessa forma, é importante que o gestor esteja preparado para lidar com toda a comunidade escolar, levando em consideração a quantidade de alunos e familiares que irão circular pela escola.

Trata-se de um bom momento para promover reuniões para rever os valores e os objetivos da instituição previstos pelo Projeto Político Pedagógico (PPP). Além disso, o início do ano letivo é o período ideal para explicar as diretrizes da escola, abrir espaço para tirar dúvidas e reforçar as funções de cada setor.

2. Organize eventos de boas-vindas

Apesar de a escola contar com uma grande circulação de pessoas no primeiro dia de aula, é importante que os alunos se sintam bem recebidos. Nesse sentido, para ter uma volta às aulas tranquila e organizada, é interessante que o gestor prepare eventos de recepção.

O início das atividades escolares pode ser marcado por aulas inaugurais, palestras de apresentação dos professores e atividades de integração, por exemplo. Isso contribui para deixar os alunos menos agitados, tirando dúvidas a respeito do novo ano escolar, além de permitir que os novatos sejam enturmados mais facilmente.

3. Faça a manutenção das estruturas físicas

Antes de abrir a escola para receber os alunos e os familiares é importante checar se as estruturas físicas estão em boas condições de uso. As férias são ideais para realizar reformas e reparos, caso sejam necessários. Já nos momentos finais, deve-se verificar se tudo está de acordo com o planejado.

Para identificar a necessidade de melhorias e ajustes, a gestão escolar pode contar com a contribuição de todos os colaboradores, levantando perguntas como: Há alguma infiltração? As descargas e as torneiras dos banheiros estão funcionando adequadamente? Há mesas e cadeiras danificadas que precisam ser substituídas? A biblioteca precisa de novos livros?

 4. Reveja o calendário escolar

A essa altura todo o planejamento e calendário escolar já estão bem definidos. Ainda assim, pode ser interessante fazer uma nova revisão. Isso porque é extremamente importante que as atividades se desenvolvam dentro do prazo previsto.

Um ponto de atenção que pode prejudicar o andamento do calendário é o atraso no material didático, por exemplo. Uma vez que os livros e as apostilas são materiais de apoio ao professor em sala de aula, esse atraso pode acarretar em impactos negativos no plano de aula e, consequentemente, no processo de ensino-aprendizagem.

5. Comece a comunicação antecipadamente

O ideal para uma volta às aulas tranquila é começar a comunicação com as famílias e os alunos com antecedência. O ideal é que o contato aconteça pelo menos duas semanas antes do primeiro dia de aula.

O diálogo pode acontecer por meio de lembretes com a data do início das aulas, informações sobre a aquisição do material didático e dos uniformes, por exemplo. Além disso, abre-se a oportunidade de avaliar as expectativas dos estudantes, dos pais e dos responsáveis em relação ao novo ano letivo por meio de pesquisas. Essa comunicação pode ser realizada de diversas formas, como através do e-mail e das redes sociais.

6. Planejar aulas inaugurais

No início do período letivo, uma boa prática é planejar aulas inaugurais ao invés de já iniciar com o horário regular do cronograma. Por meio de uma palestra especial, por exemplo, é possível convidar um educador que seja referência, ex-aluno que tenha se destacado no mercado de trabalho ou em alguma experiência internacional. Essa é uma forma de motivar os alunos para a abertura do ano escolar.

7. Prepare e aplique atividades diagnósticas

Antes de iniciar o cronograma escolar, o ideal é que os professores apliquem atividades diagnósticas para identificar em quais conteúdos fundantes foram aprendidos na etapa anterior e em quais pontos é preciso mais atenção e revisão. Por meio dos resultados desse diagnóstico é viável programar intervenções pedagógicas mais assertivas, assim como, acompanhar o desenvolvimento do estudante ao longo do tempo.

8. Esclareça dúvidas e as regras escolares

Cada instituição de ensino possui as suas normas de conduta, as práticas inaceitáveis e as respectivas penalidades, os critérios de aprovação e as formas de avaliação do desempenho. O ideal é todos esses pontos sejam divulgados e discutidos desde o início do ano letivo, tanto para os docentes, quanto para pais, responsáveis e alunos.

Essa prática é imprescindível para que todos os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem estejam cientes com transparência acerca das regras escolares. Além disso, a escola pode separar um momento durante o evento de recepção para esclarecer as dúvidas sobre o assunto.

Preparação para receber os alunos e as famílias

A volta às aulas é um momento de readaptação à rotina escolar, de forma que a escola deve se preparar para receber os alunos, os pais e os responsáveis da melhor maneira possível. Esse período é ideal para criar um ambiente acolhedor e propício ao aprendizado. Além disso, a partir do primeiro dia letivo o contato com as famílias se torna mais recorrente.

Sendo assim, é muito importante que a instituição se preocupe em se comunicar de forma transparente e eficiente com pais e responsáveis, a fim de construir um relacionamento de confiança com as famílias.

Quer entender como a escola pode estabelecer um diálogo próximo com pais e responsáveis? Baixe gratuitamente o nosso e-book sobre o assunto:

Você conhece outras boas práticas para garantir um início de ano letivo mais tranquilo? Deixe a sua opinião nos comentários abaixo!

Compartilhar

Leia Também:

Deixe seu comentário